sábado, 6 de outubro de 2007

“ Se... “


Se o teu governo
Meu governo for...
Então o teu despertar
Meu Abraçar será.
E se o teu palpitar
O meu souber procurar
Então o nosso entregar
Saberá ganhar.
Não a Insanidade,
Mas sim a Humildade
Dum despertar constante.
Onde o compor de Melodias,
Possa ser um constante ensinar.
Para o legar de todos
Em nosso redor ficar.
E quem sabe, se assim,
Não aprendamos a Amar
A Vida de facto em Família
E que nesse encontro de Propósitos
Que a Vida nos legou
O Saber possa ficar agradecido.

1 comentário:

Hanah disse...

Adorei navegar por aqui...

obrigado